Geral

Fernando Peixoto lança La Dama na Mansão dos Arcos

18 de agosto de 2017

Em uma viagem à terra das touradas, os estilistas Fernando Peixoto e Patrick Noronha sentiram no coração o compasso agitado do sapateado gitano.

Foi essa atmosfera, permeada pelas pelo calor da dança flamenca e a sensualidade das ciganas da Andaluzia, que inspirou a nova coleção de vestidos de noivas.

A série será apresentada para 600 convidados, no dia 22 de agosto (terça-feira), às 19h30, na Mansão dos Arcos, em Brasília. “La Dama conta a história de um amor visceral, uma paixão tão calorosa que se torna um suplício. Utilizamos a força do Flamenco e todo o romance andaluz para criar vestidos fortes, para mulheres que fazem do amor e do desejo um pulsar em suas vidas”, explicam os estilistas.

Os 22 modelos serão apresentados em um espetáculo emocionante de cortes elaborados e delicados da alta costura, como saias de gume godê em camadas e babados com textura jabô, dando vida própria aos vestidos, que vibram na aceleração da dança e do coração.

Arabescos e brilhos conversam com as rendas geométricas, enquanto a volumetria imponente do crinol compõem vestidos encorpados e firmes e ao mesmo tempo flexíveis. O trabalho do bordado desenvolvido exclusivamente para as peças é um espetáculo à parte, já que o trabalho artesanal cria uma ilusão em 3D, com volume e textura. Já o vermelho, cor associada ao fogo, ao sangue e ao coração, representa o universo de La Dama, simbolizando o desejo vivo e a atração latente.

O tom quente duela com o off white, o champanhe – cor desenvolvida pelos artistas por meio da junção do nude e do off white – e o prata dos tecidos. O resultado é a mescla do amor e paixão, em uma só personagem. A silhueta é bem modelada e em corte sereia, que conversa com o decote ousado, de ombro a ombro. A cauda ganhou altura mediana e as mangas cobrem o braço, revelando uma noiva de muita personalidade.

A riqueza dos sons da guitarra, o canto de dor e sofrimento e o sapateado forte das mulheres têm raízes formadas por diferentes civilizações, como os Mouros, Judeus e, principalmente, os Ciganos, que se estabeleceram na Espanha por volta de 1425 d.C., permitindo a integração com o folclore andaluz. A paixão, a entrega e a força da dança espanhola engrandeceram o Flamenco a ponto de torná-lo patrimônio cultural imaterial da humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Serviço:

Lançamento da La Dama Collection, dos estilistas Fernando Peixoto e Patrick Noronha
22 de agosto de 2017 (terça-feira), às 19h30
Mansão dos Arcos – SMPW quadra 7, conjunto 3, lote 10, Brasília

Fotos: Fernando Veler e Plínio Ricardo, no Luxo de Festa 2017.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

Or